Declaração final do FAMA reafirma: “água não é mercadoria, a água é do povo”

Assinam o documento 36 organizações. O texto reafirma a luta contra qualquer privatização e o estabelecimento de propriedade privada da água. O FAMA defende esse recurso natural como um bem comum, ou seja, que deve ser controlado e estar a serviço do povo. “Água é direito, não mercadoria”


Origem: Abong - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

0 Comentários
0 Pings & Trackbacks

Deixe uma resposta